Elas dominam o páreo – Sabrina Campos

Sabrina Campos

Este mês de junho se encerra em grandes comemorações na cidade do Rio de Janeiro. Nos dias 24 a 27, o Jockey Club Brasileiro, mais uma vez, atraiu todas as atenções para o magistral Grande Prêmio Brasil de Turfe 2022.

 

Este, que é um dos mais tradicionais eventos anuais no país, reúne atividades para agradar público diverso e reunir a família toda! Além da atração principal: as corridas de cavalos, o JCB apresentou na sua sede, na Gávea, Zona Sul do Rio, o “Burburinho”, um maravilhoso espaço infanto-juvenil com recreação para crianças de todas as idades.

Como de costume, o evento foi um sucesso! O GP BRASIL 2022 comemorou 90 anos em grande estilo, com atletas de alta performance, que brilham dentro e fora do país, e, fizeram uma festa lindíssima neste final de semana nas corridas.

Dentre jóqueis de renome e famosos por suas premiações, destacou-se a joqueta Jeane Alves, a primeira atleta mulher a vencer o Grande Prêmio São Paulo. Ela, que inspira meninas e jovens a adentrar o esporte pela Escola de Jóqueis, representou a força e a valentia feminina ao montar e competir. No Rio, competiu o 90º Grande Prêmio Brasil (G1), o Prêmio Falcon Jet – 1992, o Prêmio Jockey Club de Pernambuco, o Prêmio Much Better – 1994, a Prova Especial Mensageiro Alado – Versão 8, o Prêmio Troyanos – 1989, o Prêmio Turfe na Cidade, o Prêmio Edgar Abip Miuza – 63 Anos de Rádio (Oferecimento do Haras Bagé do Sul).

Já a aclamada joqueta Victoria Mota, há alguns anos vem fazendo a história da participação das atletas mulheres no Turfe no Rio de Janeiro, e, competiu o Clássico da Imprensa – Jornal do Turfe 27 Anos, o Prêmio Turfe Em Revista; o Prêmio Jockey Club Cearense; o Prêmio Hipódromo Nacional de Maroñas, o Prêmio Jockey Club de São Paulo, o Prêmio Jockey Club do Paraná; o Prêmio Jockey Club do Peru.

Já entre os proprietários de cavalos, Carolina Schuenck Stabile, do Haras Anderson, iluminou o ambiente com o seu sorriso. A linda jovem acumulou troféus em vitórias junto à família. Uma das grandes conquistas foi a do Grande Prêmio Jockey Club Brasileiro – Haras Santa Rita da Serra (G1), vencido por

London Moon. Carol, representou, além da tradição do Haras Anderson, a admirável capacidade das novas gerações e a maior ocupação de espaço pelas mulheres no domínio das rédeas do futuro do Turfe.

O glamour das cabeças mais refinadas do público foi das obras de arte do chapeleiro Denis Linhares. Elas, nós, todas! Faça a sua voz ser ouvida!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *